Presa do Padre Pedro

quarta-feira, maio 18, 2005

[Extractos dum caderno apócrifo de Fevereiro de 1972]

A mãe de Serafim Alves

O vento era como se trouxesse de longe
a memória de todos
os que tinham partido de noite
saindo de casa
à procura da pátria.


Vicente Vilela

Saíamos de noite
pelo menos não levávamos connosco a última imagem
de alguém que pudesse ficar a acenar-nos
à porta de casa
ou na escada do pátio
com lágrimas nos olhos.


Domingos Fernandes

Lembro-me de ter esquecido o meu nome
de ter perguntado em voz alta o meu nome
e não haver quem me respondesse.

1 Comments:

  • Bem pior, está aquele gajo que apareceu num porto em Inglaterra, sem se saber de onde, sem etiquetas na roupa, que não fala, que desenhou num papel a bandeira da Suécia e um piano, e que só parece um bocadinho melhor quando se senta ao piano a tocar umas coisas da música clássica. Caso para dizer: quando a realidade ultrapassa a poesia de JCB!
    luís

    By Anonymous Anônimo, at 5:47 PM  

Postar um comentário

<< Home