Presa do Padre Pedro

quarta-feira, maio 11, 2005

[o que guardámos]

às vezes é isso sobretudo o que fica de quanto
a vida te deu e tirou o que não
dissemos o que guardámos o que fechámos à chave
ou deixámos nas margens da península escondido
junto às sebes de casuarina com sete selos de lacre e
a memória dos campos devastados pelo gelo
para um outro tempo um
tempo que mereça os segredos a jura do amor que não
chegou a acontecer o amor
um tempo em que guardaremos tudo
de novo
etc.

1 Comments:

  • Parabéns pelo aniversário -deste blogue que aprendi a visitar diariamente.Um abraço,JCB.

    By Blogger Amélia, at 10:46 AM  

Postar um comentário

<< Home